Papel crepom é reciclável? É tóxico? Saiba mais sobre ele

O papel crepom é um tipo de material bastante conhecido pela população geral, até mesmo pelas crianças em faixa etária escolar. Apesar disso, uma dúvida bastante comum é se ele pode ser reciclado. Outra, é se ele apresenta algum tipo de toxicidade ao ser utilizado.

Para responder essas perguntas, é necessário primeiramente conhecer o que são esses materiais, de que eles são feitos e como eles podem ser empregados. Confira a seguir algumas informações sobre esse assunto.

O que é o papel crepom e de que ele é feito?

O papel crepom, assim como os demais tipos de papéis, é produzido a partir da celulose. A celulose nada mais é do que uma fibra presente nas células vegetais. Ela é obtida e utilizada como matéria-prima principal para a produção de um dos produtos mais utilizados no Brasil e no mundo: o papel!

O que diferencia o crepom dos demais tipos é a forma como é produzido. No seu caso, sua produção envolve o uso de uma máquina industrial específica que possui um cilindro de secagem com vapor aquecido e um exaustor. Os dois atuam de forma sinérgica para formar as folhas finas e onduladas características desse material.

Uma das propriedades principais desse produto é o fato de ele ser de fácil tingimento. Ele pode ser colorido de várias cores e tons, bem como ser empregado em diversas áreas.

Essa tintura pode ser útil ainda para tingir outros papéis e materiais. Isso porque, quando o papel crepom molha, a sua tinta é liberada e pode ser utilizada para colorir outros produtos, como a própria cartolina.

Principais usos do papel crepom

Os seus principais usos que merecem destaque são:

  • Confecção de embalagens;
  • Artesanato;
  • Produção de artigos de festa;
  • Atividades lúdicas com crianças, etc;

Em relação à toxicidade, para os usos citados acima não existe nenhum indício de que o papel crepom possa ser tóxico. Porém, é importante deixar um alerta para evitar o seu uso para tingir cabelos, já que isso pode causar dermatites.

Papel crepom é reciclável!

A dúvida que passou pela sua cabeça foi respondida: papel crepom é reciclável. Ele pode e deve ser reciclado!

Assim como é feito com os demais tipos de papéis, esse material deve ser separado do lixo comum e enviado para locais em que possam ser reciclados e ou reutilizados a fim de reduzir a exploração ambiental.

Apesar de ser um material com alta capacidade de reciclagem, é importante destacar também que existem certas condições para que esse processo aconteça. Isso porque, dependendo do uso anterior do papel crepom, os resíduos podem ser tornar impróprios para o uso.

Um exemplo disso são os papéis utilizados no ramo alimentício que podem conter gordura ou restos de alimentos. Além disso, papéis contaminados com produtos tóxicos também devem ser descartados e não podem ser enviados para a reciclagem.

Não é o caso do papel crepom, mas papéis revestidos com silicone ou parafina também não podem ser utilizados para reciclagem.

A importância das empresas aparistas na reciclagem do papel crepom

Tendo em vista as restrições para que os papéis possam ser reciclados, as empresas aparistas são cada vez mais fundamentais.

Isso porque elas realizam a separação e classificação de todos os resíduos recebidos. O objetivo é distinguir aqueles que podem e aquelas que não podem ser enviados para a reciclagem.

Atendendo a toda a região da Grande SP, a Aparas Macedo possui a expertise e a experiência necessária na separação de resíduos. A empresa realiza a compra e venda de material reciclável de escolas, condomínios, empresas, etc.

Entre em contato com a Aparas Macedo e saiba mais sobre como é feita a reciclagem do papel crepom.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.